sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

A CHAVE

Cansado de assistir
desonestidade travestida,
corrupção vulgar, vou insistir,
prometo, persistir na investida.

O pútrido poder cansa
mas... há honestidade, ainda!
Enquanto muitos enchem a pança
ela persiste, não finda.

Esgotado de acompanhar
fome grassa em solo fértil,
indolência pura, vou apanhar,
mas prometo, existir útil.

O que não esgota é à vontade
de ver a pátria mãe gentil,
amamentando de verdade
cada filho que pariu.

Gasto de estar a par
carência de ordem educativa,
verdade estampada, vou teimar,
prometo, prosseguir na ativa.

Gastam-se fortunas na pauta do educar...
escoando pelo ralo, nada se transforma.
Mas, quem tiver um bom pensar,
prossegue na luta de qualquer forma

Exausto de tanto saber
necessidade de amparo a saúde,
desleixo impróprio, vou derreter,
mas prometo, perseverar amiúde.

Filas pra cuidar da saúde,
quem pode recorre aos planos.
Torço pra que a coisa mude,
há muito por baixo dos panos.

Nenhum comentário: