sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

...
Exaurido de informação
apurada questão de guerra armada,
descaso mundial, vou combater ? não,
prometo porem, disputa amada.

Chamam os políticos de safados...
Culpa dos que os escolhem.
Não fiquem, então, calados!
Denunciam, ouçam, olhem!

Chateado com a não liberdade,
cercado por todo tipo de fronteiras,
privilégio grupo seletivo, com tranqüilidade,
prometo combater sem eiras nem beiras.

São tantos impostos a pagar,
que a carga ficou pesada...
Porém, não devemos sonegar.
Sim, vigiar onde está sendo empregada

Preocupado com a qualidade
ar que sufoca meu olfato,
ganância de dono de cidades,
vou esculhambar com pouco tato.


O lucro acima de tudo!
Eis, o espetáculo do progresso.
O povo assiste mudo,
e ainda paga o ingresso.

Apreensivo com as seqüelas,
escravidão atual é assalariado,
egoísmo de quem adquire telas,
prometo pelejar insaciado.



Muito luta, quem é desafortunado...
Caminho sem solução?
Persisto no muito pronunciado,
a CHAVE é a EDUCAÇÃO.

Um comentário:

VLAD BETHO disse...

TENHO O IMENSO PRAZER DE CONHECER A JULENI.ELA , EM SI, É UMA OBRA DE ARTE.
PARABÉNS AOS POETAS, JULENI E PAULO, PELA COMPOSIÇÃO E SINTONIA.